***22 anos de Magistério****

quinta-feira, 31 de julho de 2014

JUSTIÇA OU INJUSTIÇA

HISTÓRIA EM QUADRINHOS

quarta-feira, 30 de julho de 2014

PEQUENOS TEXTOS PARA TREINO DE CALIGRAFIA

ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA

ORTOGRAFIA: LH

terça-feira, 29 de julho de 2014

LEITURA DELEITE

SOU PÉSSIMA EM MATEMÁTICA

JOGO DA PARLENDA

segunda-feira, 28 de julho de 2014

domingo, 27 de julho de 2014

MENINO MALUQUINHO

MALUQUINHO CONTRA DENGUE


PRIMEIRA AULA MENINO MALUQUINHO

v

RESUMO DO MENINO MALUQUINHO


MENINO MALUQUINHO


INTERPRETAÇÃO COM TIRINHAS


TRABALHANDO COM TIRINHAS


PALAVRAS COMEÇADAS COM M DE MALUQUINHO


LIVRO MENINO MALUQUINHO

LIVRO MENINO MALUQUINHO

Leitura e interpretação de texto

Sequência Didática gênero textual entrevista Menino Maluquinho

Anúncio

Anúncio publicitário com O Menino Maluquinho

Sequência Didática O Menino Maluquinho

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
Estimular a leitura e ensinar a criança a ouvir é essencial no ambiente escolar.
A partir destas atividades os alunos poderão:
- Interessar pela leitura.
- Aprender a ouvir.
- Reconhecer como se estruturam os livros (capítulos, paginação, etc).
-Identificar os dados que compõem a capa de um livro.
-Localizar as diferenças dialetais da linguagem oral e escrita.
-Enriquecer o vocabulário, a oralidade e a socialização.
-Elaborar uma poesia por meio de uma releitura.
-Descrever a confecção de uma pipa utilizando um texto instrucional.

Duração das atividades
Quatro aulas de 60 minutos cada uma.

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Professora é importante que seus alunos sejam alfabéticos.

Estratégias e recursos da aula

Aula interativa.
Leitura do livro “O menino Maluquinho” do Ziraldo. Editora Melhoramentos.
Poderá também utilizar a sala de multimídia.

Primeira Aula: Duas (2) aulas de 60 minutos cada uma
Professora o autor do livro Menino Maluquinho, Ziraldo, consegue falar do universo infantil e das situações do cotidiano da criança de forma criativa e poética, por isso trabalhar com ele é sempre prazeroso para as crianças.
Crie um ambiente que estimule a curiosidade e amplie a expectativa nos alunos, deixando recados na sala com uma semana de antecedência:
“Em breve receberemos uma visita especial em nossa sala”.
“Ele está chegando... Quem será”?
“Ele é levado da breca, mas é muito amigo, chegará nesta... feira.”

  
No dia marcado para a visita, combine com alguém para que se caracterize de Menino Maluquinho para entrar quando for apresentar a história. Questione quem eles acham que é este menino, como se chama, onde vive....

A HORA DA HISTÓRIA
  

Organize a sala de aula e verifique se os alunos estão confortáveis. Inicialmente apresente a capa do livro e vá identificando os dados que o compõe e porque são importantes.
Leia o livro imitando o timbre de voz infantil quando for a fala do Menino Maluquinho. É um livro com falas curtas e sua leitura é muito interessante, prende a atenção das crianças.
Terminando a leitura faça uma discussão com os alunos a respeito da história, observando que o autor usa expressões diferentes na fala quando se refere ao menino.
Pontue as brincadeiras que o menino faz e que eles também gostam de brincar, o que não gostam, se acham alguma atitude dele perigosa ou inconveniente e o porque e também poderá ter a opção de apresentar-lhes o filme do Menino Maluquinho, porém não deixe o livro perder sua magia, por isso apresentá-lo e estimular a leitura no livro é muito importante. 

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Projeto Pai

Sistema Solar

sexta-feira, 18 de julho de 2014

SEQUÊNCIA DIDÁTICA SOBRE FOLCLORE

OS 10 SACIZINHOS

FOLCLORE

Dia dos Pais










 Brasil, o Segundo domingo de agosto E when a maioria das Famílias se reúne para, los hum Gesto de carinho, presentear patriarcas os. Mas, AO Contrário fazer Opaco muitos afirmam, o Dia dos Pais Localidade: Não FOI CRIADO apenas de para estimular o comércio.
De acôrdo com como professoras Fernanda Braga Chaveiro de Assis e Léia Almeida da Silva Costa, surgiu dados MESMO parágrafos Pais homenagear OS. Fernanda peso explicativo Opaco, EM 1909, UMA Menina americana Sonora Louise Dodd Chamada resolveu CRIAR uma dados los Washington, nos ESTADOS UNIDOS , parágrafo mostrar a Seu pai, John Bruce Dodd, Que ELA tinha Orgulho de SUA superação. Ele. havia perdido uma Esposa los 1898, that faleceu AO dar à luz o sexto Filho. John CRIOU Todos Sozinho, Sendo de sempre carinhoso e Responsável, o Opaco motivou Sonora.   
A Menina escolheu o Dia do Aniversário do pai , 19 de junho, Como um Comemorativa dados. Em 1924, o presidente Calvin Coolidge apoiou a ideia nacionalmente. Mas FOI Só los Opaco 1966 o entao presidente Lyndon Johnson oficializou o Terceiro domingo de junho Dia dos Pais Como nn ESTADOS UNIDOS. 
Aqui no Brasil, um e dados festejada from 1953, when o Publicitário Sylvio Bhering importou a ideia. According to a professora Leia, O Primeiro Dia dos Pais brasileiro FOI comemorado nenhum dia 14 de agosto, coincidindo com o Aniversário de São Joaquim, considerado o patriarca da Família. DESDE entao, oficializou-se homenagear OS Pais nenhuma Segundo domingo de agosto.
O Em muitos countries, o Dia dos Pais E AINDA comemorado nenhum Terceiro domingo de junho. Mas há, Pelo Menos, 19 datas Para Celebrar ESSE dia AO Redor do Mundo.

Com Informations de O Guia dos Curiosos

quinta-feira, 17 de julho de 2014

QUANDO A ESCOLA É DE VIDRO

terça-feira, 15 de julho de 2014

EIXO LEITURA: EXEMPLO DE ATIVIDADES DE LEITURA





  • EIXO: Leitura capacity: Desenvolver Capacidades necessárias à Leitura com fluencia e compreensão: - Levantar e Confirmar Hipóteses relativas AO Conteúdo do Texto that ESTA Sendo lido.
  • ATIVIDADE DE INTRODUÇÃO:  Conversar com sistema operacional OS Alunos sobre gatos:  QUEM TEM em casa Há,  Como enguias de São Paulo, o Opaco  Mais gostam de Fazer, etc  DiZer Opaco Trouxe hum Texto Bastante Interessante parágrafo lerem juntos.  Perguntar: de Que Sera Que o Texto Fala? (Anotar Todas como Hipóteses dos Alunos não Quadro)  Apresentar o Texto Cartaz em, apenas com o Título Descoberto.  Ler o Título de para uma turma.
  • O GATO domestico O GATO Domestico E ORIGINÁRIO do Egito. GERALMENTE, TEM PELOS CURTOS, CARA E SUA ARREDONDADA pelagem PODE SER DE VARIAS CORES: MARRON, PRETA, MALHADA, BRANCA. Nao Gosta DE FICAR Preso E a Noite ADORA Fugir PARA EM CIMA DOS NOMORAR TELHADOS. QUANDO TEM UM TRANQUILO miado SUAVE E Dengoso. QUANDO ESTA BRAVO SEU miado E Agressivo COMO AS UNHAS AFIADAS QUE MOSTRA. O GATO PODE VIVER ATÉ 15 ANOS. Encarte fazer Jornal "Estado de Minas" - Gurilândia, abril de 2001
  •  Perguntar:  cais Quais d'Orsay como Hipóteses Que da Voces consideram Que da estarão CERTAS, a Partir do titulo?  Apagar como Opaco OS Alunos considerarem erradas.  Perguntar:  alguem Quer Levantar OUTRAS Hipóteses sobre o Opaco o Texto Fala a Respeito dEste Tipo de gato? (Deixar Que OS Alunos levantem SUAS Hipóteses e anotá-las não Quadro).  Orientar o Raciocínio dos Alunos: Origem do Gato, characteristics, preferencias, Formas de Defesa, tempo de Vida.
  •  Ler Parágrafo POR Parágrafo do Texto, com entonação e expressividade (2 OU 3 Vezes utilizando Estratégias Diferentes: bem baixinho, alto, normal, etc).  Confirmar UO Localidade: Não como Hipóteses relativas AO Parágrafo lido.  Deixar nenhum Quadro de Hipóteses confirmadas e apagar como Opaco Localidade: Não se confirmaram.  Os Alunos PODEM Copiar, nenhum caderno, como Hipóteses confirmadas, os antes de colarem o Texto.  Trabalhar Vários Textos com a MESMA Orientação, comeu Que OS Alunos estejam familiarizados com Bem ESSE Tipo de Raciocínio.
  • ATIVIDADE DE ENSINO SISTEMÁTICO Trabalhar Vários Texto com a MESMA Orientação, comeu Que OS Alunos Sejam capazes de desenvolver Atividades de Consolidação.
  • Magali Magali E UMA Menina. Ela ma fama de serviços comilona. Ela, Realmente, venha de Tudo. Na Verdade, ELA vem Tudo! Um dia Magali encontrou, num cantinho do quintal UMA Coisa Que LHE interessou Muito.
  • Ela encontrou UMA plantinha Muito Verdinha e forte. Logo Magali imaginou Que ali estava UMA Pequena Macieira. Pensou Opaco, sem Futuro, ELA Iria Produzir deliciosas Maçãs. Resolveu Cuidar Muito Bem Dela. Regava-a e adubava-a de sempre parágrafo Que pudesse Crescer Rápido.
  • Um dia um de menina Teve UMA Surpresa. A plantinha havia crescido e mostrava à Magali, o Opaco pódios Produzir.
  • Ela produzia lindas flores Vermelhas. Magali Localidade: Não Gostou Muito Mais apanhou uma linda florzinha e resolveu dar-LHE UM Destino.
  • Levou uma linda florzinha Vermelha e deu de Presente à SUA mamãe, Que ficou Muito emocionada e feliz.
  • ATIVIDADE DE ENSINO SISTEMÁTICO  Organizar uma Grupos turma deles.  Distribuir revistinha da Turma da Mônica Entre OS Grupos de para Serem lidas livremente.  Conversar sobre a principal caracteristica de Cada Personagem:  Mônica: brava  Cebolinha: Troca ou Pelo l AO FALAR e Gosta de implicar com a Mônica  Cascão: Não Gosta de Tomar banho  Franjinha: é inventor  Magali: é Muito comilona  Mingau: é o gato de Magali, etc
  •  Recolher como revistinhas e DiZer Que Ira apresentar UMA historinha da Turma da Mônica de UMA Maneira Diferente: não Projetor retro.  Desafiar OS Grupos a adivinharem QUEM É O Personagem da História.  PEDIR Que escrevam n'uma Ficha Que sera distribuida. (O Grupo desen se identificado na Ficha)  Apresentar apenas uma Primeira ilustração E Depois o Título da História.  O Grupo cuja hipótese se Confirmar, Ganha hum Ponto.  Os Grupos devem Levantar Hipóteses a Respeito do Conteúdo do Texto e escrevê-las Ficha numa, com o Grupo identificado. (Conferidas estás Serao AO final)
  •  Apresentar a Primeira Fatia do Texto e PEDIR Que hum Aluno leia o Texto (escolher hum Alunos Que tenha UMA boa Leitura).  Conversar com OS Alunos sobre como Possíveis Coisas que Magali poderia encontrar num cantinho do quintal e anotá-las sem Quadro.  Desafio AOS grupos: O Que Sera Que Magali encontrou num cantinho do quintal?  O Grupo desen escolher empreendedorismo como Hipóteses listadas não Quadro AQUELA Opaco consideram Que Sera confirmada Pelo Texto e escrevê-la n'uma Ficha. DEPOIS devem Entrega-la ao (à) professor (a), Que anotará Atrás dela, o Grupo Correspondente.
  •  Apresentar Fatia uma Segunda do Texto e PEDIR um de Todos os Alunos Que façam UMA Leitura coletiva.  Confirmar se sândalo Grupo acertou (o Grupo Opaco acertar Ganha hum ponto). Se ninguem acertar, Confirmar Localidade: Não UO como Hipóteses listadas não Quadro e Opaco Localidade: Não FORAM Escolhidas POR ninguem.  Caso a hipótese da plantinha Localidade: Não Apareça Listada uma professora conversa com OS Alunos o Motivo Pelo Qual Ninguem pensou n'uma plantinha.
  •  Apresentar como Próximas "Fatias" do Texto (CADA UMA Grupo Lê Lâmina) e proceder da MESMA forma los Relação:  uma Surpresa A Menina Que Teve,  Aquilo Que a plantinha pódios Produzir,  AO Destino da florzinha, dado Pela Magali.  Confirmar UO Localidade: Não como Hipóteses levantadas não Momento Primeiro, sobre o Conteúdo do Texto e entregues professora ao, Ficha los. O Grupo Opaco figado SUA hipótese confirmada Ganha hum Ponto. O GRUPO Vencedor Devera dramatizar A História OUTROS OS par.
  • ATIVIDADE DE Consolidação  Apresentar UMA manchete de Jornal xerocada e PEDIR Que OS Alunos levantem Hipóteses a Respeito de SUA reportagem.  PEDIR Opaco Listem como Hipóteses nenhum verso da Folha.  DEPOIS OS Alunos deverão LER uma reportagem e Confirmar Localidade: Não UO como Hipóteses levantadas.  Como Opaco Localidade: Não se confirmarem elemento DEVE apagar, como Opaco se confirmarem elemento desen Copiar no logo abaixo caderno de Onde colou uma manchete.  Abaixo das Hipóteses confirmadas elemento desen Colar uma reportagem.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Ciclo da d'água

A hjistória de uma gotinha d'água





  • História de Uma Gotinha de Água
  • Era uma vez uma gotinha de água pequenina e transparente. Juntamente com outras Salpico formava a água de um lago .
  • Um dia, o Sol brilhante aqueceu a água do lago. As Salpico separaram-se, subiram e formaram o vapor de água . Já não se viam as Salpico.
  • No céu, a gotinha juntou-se a muitas outras e formaram as nuvens . O vento empurrou as nuvens e a gotinha viajou por muitas terras.
  • Quando a nuvem ficou mais pesada e encontrou ar mais frio, algumas Salpico caíram em forma de chuva .
  • Ao passar pela montanha, o ar era muito, muito frio. A gotinha juntou-se a outras e formaram água sólida . Caíram na terra em forma de neve .
  • O calor do Sol derreteu a neve e as Salpico voltaram a ser água líquida .
  • Quando encontrou rochas impermeáveis formou um lençol de água .   Parte da água introduziu-se na terra e alimentou as plantas. Outra parte infiltrou-se no solo.
  • A gotinha, com outras companheiras, correu debaixo da terra e formou uma nascente .
  • A gotinha de água foi ter ao rio onde conheceu os peixes. O curso da  água levou a gotinha até ao mar .
  • Agora, a gotinha faz parte do mar. Vive numa onda, à espera que o Sol a aqueça, para de novo poder subir e começar uma nova viagem.

Sequência Didática Fração com o livro "O PIRULITO DO PATO”





  • Formação Continuada dos Professores Formação Continuada dos Professores SEQUÊNCIA DIDÁTICA DE FRAÇÕESSEQUÊNCIA DIDÁTICA DE FRAÇÕES Inserir aqui foto da escola, ou foto referente ao projeto. Preferencialmente uma foto relacionada ao projeto E.E. “Dr. Luís Arrôbas Martins”E.E. “Dr. Luís Arrôbas Martins”
  • OBJETIVOS • Tornar significativo aos alunos, o processo de ensinoTornar significativo aos alunos, o processo de ensino aprendizagem através de abordagem metodológicaaprendizagem através de abordagem metodológica contextualizada;contextualizada; • Desenvolver e dar embasamento aos alunos sobre noçõesDesenvolver e dar embasamento aos alunos sobre noções de frações.de frações. Público AlvoPúblico Alvo: 4º e 5º anos do Ciclo I: 4º e 5º anos do Ciclo I
  • Abordar um conteúdo de matemática (frações) a partirAbordar um conteúdo de matemática (frações) a partir de uma situação didática contextualizada, quede uma situação didática contextualizada, que permitisse aos alunos atribuir significado e tivesse nopermitisse aos alunos atribuir significado e tivesse no desenvolvimento dela problemas para seremdesenvolvimento dela problemas para serem resolvidos.resolvidos. JUSTIFICATIVA
  • • Professores comprometidos • Computador • Data show • Slides do livro “O Pirulito do Pato” e sequência de atividades. RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS
  • 1º passo: Leitura do Livro: “ O PIRULITO DO PATO” de Nilson José Machado. Editora Scipione, 1992, 2ª edição. Síntese do livro O livro conta as dificuldades de dois irmãos que têm o seguinte problema: dividir um pirulito dado a eles pela mãe. Quando começam a entrar num acordo, chegam visitas. A divisão deve ser repensada e o problema recomeça. PASSO A PASSO
  • PASSO A PASSO Estratégias dos professores: a) leitura em voz alta pelo professor e participativa com alunos consistia, inclusive, em ser subsídio de embasamento para a aprendizagem do conteúdo. b) os professores também aproveitaram para introduzir a linguagem das frações que aparecem no texto, como: um meio, um terço e um sexto.
  • PASSO A PASSO 2º passo: os alunos fizeram, através de registros, as representações do passo a passo da história, pois o próprio texto já apresentava vários problemas para serem resolvidos. além da linguagem, também foi possível explorar as relações entre diferentes frações do mesmo todo. (a seguir, os slides dos registros de uma sequência de atividades, feita por um aluno, a partir da compreensão da leitura do livro “O Pirulito do Pato”)
  • Slides de “O Pirulito do Pato”
  • Todos os alunos conseguiram compreender o conceito de fração e dessa forma, pela primeira vez, não tiveram dificuldades para aprender o restante do conteúdo, tais como: • nomenclatura, comparação, fração de um número e operações, pois o professor sempre estabeleceu relação com o livro “O Pirulito do Pato”. RESULTADOS NA APRENDIZAGEM
  • • o investimento num curso de formação de professores somente dará retorno, se a aprendizagem dos alunos for garantida. • para garantir a aprendizagem é necessário que os alunos vivenciem situações didáticas significativas, as quais possam estabelecer sentidos e relações. • aprender matemática de forma contextualizada e por resolução de problemas é atualmente, o melhor desafio que os alunos podem enfrentar. CONCLUSÕES
  • PARA REPLICAR EM SUA ESCOLA Entre em contato Nome: Elisabete Moura da Cruz Função: Coordenadora Pedagógica Email: elisabetemoura@ig.com.br Telefone: 5641.4739
  • sábado, 12 de julho de 2014

    A Ilha

    FICHA DIDÁTICA
    CURTA: A ILHA
    PRODUÇÃO: ANIMUS
    DURAÇÃO: 8’ “E 47”
    ROTEIRO E DIREÇÃO: ALÊ CAMARGO
    CONTEÚDO:  Meios de Transporte, tema transversal Trânsito
    O homem sempre teve necessidade de se deslocar de um lugar a outro em busca de alimentos, outros bens e serviços essenciais para sua vida.

    Atualmente, nas cidades modernas o trânsito representa um enorme dilema para a vida das pessoas, pois ao mesmo tempo em que ele permite o acesso à inúmeros locais onde são oferecidos serviços essenciais públicos, de uso e consumo, o trânsito também é uma enorme fonte de diversos males, como por exemplo: congestionamentos, poluição ambiental, acidentes e, ainda, problemas de convivência entre pessoas.

    Uma das questões mais importantes ligadas ao trânsito está relacionado ao fato de as cidades crescerem em ritmo acelerado e a busca de soluções para problemas associados à circulação de veículos, pessoas e bens crescer em ritmo muito mais lento, apresentando um gradativo descompasso, tornando o problema cada vez maior. Há a tendência de crescimento do número de pessoas nas cidades refletindo no crescimento quantitativo de veículos e pessoas em circulação pelas vias públicas (Rodrigues, 2007).

    Grande parte das atuais questões urbanas estão relacionadas direta ou indiretamente ao trânsito. As inúmeras desigualdades sociais de nosso país se manifestam também no trânsito, por que os recursos de transporte têm uma distribuição assimétrica dentro dos espaços urbanos, ocasionando desigualdades entre as diferentes classes sociais.

    Sabendo do importante papel transformador da sociedade que a Escola e a Educação possuem, nos últimos anos, dentro das Políticas Educacionais o “trânsito” tem sido abordado como um tema transversal para colaborar na formação de cidadãos mais conscientes e responsáveis, refletindo assim na solução desses problemas.

    OBJETIVO:
    ·         Desenvolver os valores essenciais à vida plena e à convivência socialmente justa por meio da Educação e do Ensino para o Trânsito;
    ·           Identificar a Educação para o Trânsito como fator de segurança pessoal e coletiva;
    ·          Conhecer a historia dos meios de transportes;
    ·          Reconhecer os meios de transportes aéreos, aquáticos e terrestres
    ·         Colaborar para a formação de comportamentos que proporcionem segurança no trânsito e os comportamentos que proporcionem ou comprometem essa segurança;
    ·         Registrar comportamentos dos motoristas e pedestres nas vias públicas;
    ·         Analisar atitudes positivas e negativas, comparando-as com as normas estabelecidas no Código Nacional de Trânsito;
    ·         Observar o movimento de pessoas dentro da Escola;
    ·         Analisar a influência do espaço e a direção na circulação interna da Escola;
    ·         Identificar regras de circulação como fatores importantes na ordem e segurança da Escola;
    ·         Saber reconhecer e interpretar as principais formas de sinalização no trânsito;
    ·         Conscientizar sobre a relevância dos primeiros socorros;
    ·         Desenvolver a atenção e a percepção, aplicando-as à obediência à sinalização de trânsito;
    ·         Trabalhar as virtudes importantes na vida em sociedade, tais como: paciência, tolerância, responsabilidade, coleguismo, humildade etc.
    SITUAÇÕES DIDÁTICAS:
    ·         Apresentar o filme
    ·         Roda da conversa como proposta de abordagem do tema, debates e discussão enfocando assuntos diversos, como por exemplo:
    1.       Desobediência à sinalização;
    2.        Organização em sala de aula, no pátio, na calçada, na rua, no ônibus;
    3.        Comportamento no interior do veículo;  
    4.       Comportamento das pessoas como motorista, ciclista, motociclista e pedestre;
    5.        Consciência da realidade, da mudança, da política social e consciência cidadã.

    6.       Produções de textos abordando a  convivência entre as pessoas em sociedade, a vida e a sociedade em que vivemos, leitura e comentários da coleção de livros do cartunista Ziraldo,interpretação de textos jornalísticos que tratam o trânsito da cidade, análise de dados estatísticos sobre frota de veículos e número de acidentes; e  estudo dos meios naturais construídos pelo homem, que fazem parte do contexto social dos alunos e ampliação da visão de mundo.

    Para complementar tais atividades solicitar trabalhos de casa, que podem ser individuais ou em grupo; pesquisar em instituições públicas ou na internet; entrevistas com guardas de trânsito e outras pessoas;  criação de poesias, músicas, cartazes, paródias, tabelas, gráficos, mapas e maquetes;  realização de apresentações de teatro e dramatizações; realização de concurso de desenhos e redações com temática trânsito;  criação de um código escolar para o trânsito nas dependências da Escola; e  mapeamento do percurso escola/casa; e  apresentação de documentários em DVD.

    Bandinha rítmica

    Vídeo: A casa do Mestre André
    CONTEÚDO: Artes
    Música
    Bandinha Rítmica
    JUSTIFICATIVA:A bandinha rítmica é uma das mais ricas formas de expressão musical. Além dos valores estéticos a ela atribuídos, concorre também para o desenvolvimento do autodomínio e da auto-realização, por permitir que a própria criança construa seus instrumentos. São várias as suas finalidades na pré-escola e no Ensino Fundamental;
    OBJETIVOS:
    •             Despertar e desenvolver o senso rítmico;
    •             Desenvolver a acuidade auditiva;
    •             Satisfazer a necessidade de atividade muscular aplicada a um fim construtivo;
    •             Desenvolver o controle motor;
    •             Desenvolver a autodisciplina e a atenção;
    •             Estimular a confiança em si mesmo e o autodomínio;
    •             Estimular a expressão espontânea e as fantasias inconscientes;
    •             Desenvolver hábitos sociais (respeitar a vez do colega, confraternização e sociabilização).
    Essa atividade tem de ser introduzida aos poucos. A criança deve explorar e conhecer todas as possibilidades de cada instrumento separadamente, para depois ir juntando, numa mesma música, dois ou mais instrumentos, até ser capaz de combiná-los todos.
    Construção de uma bandinha com sucata
    CHOCALHO
    Ele pode ser feito com embalagem de iogurte, embalagem de rolo de fax ou lata de refrigerante. No interior, podem-se colocar pedrinhas, cereais ou sementes. Sua execução é simples: basta colocar as pedrinhas em uma das partes, tampar com a outra e fechar com fita crepe. O som variará muito de acordo com os materiais, e isso poderá ser experimentado pelas crianças. Um grupo de chocalhos iguais, cinco a seis por exemplo, dá um efeito muito bonito. Pode-se trabalhar com dois grupos, cada qual com chocalhos de materiais diferentes; o efeito será interessante.
    TAMBOR
    É um tubo oco que pode ser feito de vários materiais e tamanhos, recoberto por uma lâmina de borracha, de plástico, de tecido tipo lona ou, até, de papelão (cada material com características próprias de durabilidade). A lâmina é presa em uma das extremidades do tubo com elástico ou sisal. Os sons emitidos pelo tambor também variarão muito conforme os materiais utilizados.
    CUÍCA
    Mais simples, impossível! Basta cortar um pedaço de sizal ou de barbante com cerca de um metro de comprimento e dar um nó em uma das pontas. Furar uma embalagem de iogurte e passar o fio através dela. O som é emitido fazendo a embalagem vibrar à medida que o fio é puxado.
    RECO-RECO DE TAMPINHAS
    Em uma madeira de 30 x 20 cm, pregar duas carreiras de tampinhas metálicas de refrigerante. As tampinhas devem ser pregadas sempre aos pares. Elas também podem ser achatadas antes de serem pregadas, o que dará um som diferente ao do reco-reco. Pode-se tocar chacoalhando a tábua ou usando uma varinha (que pode ser um lápis).
    CHOCALHO DE TAMPINHAS
    Primeiramente amassam-se cerca de dez a doze tampinhas, furando-as. Depois, batendo com um prego bem no centro, enfiam-se as tampinhas em um pedaço de arame grosso de cerca de 30 cm de comprimento. Unem-se as pontas do arame, sobrepondo-as cerca de 5 cm, prendendo com fita crepe.
    APITO DE GARRAFAS
    Ele é conseguido com apenas uma garrafa plástica, com água até a metade. Um grupo de crianças “tocando” este instrumento, ao mesmo tempo, dá um efeito interessante.
    XILOFONE DE GARRAFAS
    É feito de oito garrafas de vidro cheias de quantidades variadas de água, o que dará um som diferente a cada uma delas. As garrafas são presas com um barbante a um cabo de vassoura, que deverá ser fixado em um lugar, permitindo que as garrafas fiquem livres para serem manuseadas. Elas são tocadas com um bastão de madeira, e a nota mais grave será obtida através do toque na garrafa que contém menos água.

    A quantidade de água é que determinará cada uma das notas da escala, sendo que ela inicia com uma garrafa vazia, que corresponde à nota mais aguda (dó). Para fazer a “afinação”, será necessário o auxílio de um adulto, com experiência ou acuidade auditiva, que reconheça as notas da escala musical nas garrafas com água.

    Direito das Crianças

    FICHA DIDÁTICA
    VIDEO:  10 centavos
    DURAÇÃO: 10 MINUTOS E 1 SEGUNDO E A 2ª PARTE 10 MINUTOS E 57 SEGUNDOS
    Uma produção de Cezar Fernando de Oliveira e
    Santo Forte Imagem e Conteúdo
    CONTEÚDO:
    Cidadania
    Tratamento da informação
    Gráficos
    Produção de texto
    Estruturação de texto

    Público alvo: 4º e 5º Ano
    Justificativa:
    Toda criança tem direito de brincar, estudar, a cultura e lazer. Este direito é garantido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA. Porém, a realidade do país é muito diferente. A exploração do trabalho infantil ainda é uma prática muito comum no Brasil e no mundo. Tal prática representa a violação dos direitos da criança. Estar informado sobre esta situação é muito importante, pois muitas crianças e adolescentes são explorados sem ter conhecimento do que está acontecendo. Além disso, conhecer a situação do trabalho infantil possibilita lutarmos contra esta prática que, em muitos casos, representa um crime.
    OBJETIVOS:
    ·         Conscientizar sobre os direitos das crianças e adolescente;
    ·         Obter e debater informações sobre o trabalho infantil;

    Roteiro de análise do vídeo:
    Durante a exibição do vídeo os alunos deverão:
    ·         anotar aspectos positivos e negativos do vídeo;
    ·         anotar idéias principais que o vídeo pretende transmitir (pode ser palavras-chave);
    ·         que cena lhe chamou mais atenção?Por quê?

    O professor poderá pausar o vídeo sempre que achar necessário, dando ênfase a algumas imagens, ou mesmo antecipar alguns questionamentos para reflexão. Ao final do vídeo e das respostas dos alunos, retornar às imagens (se necessário). Depois que os alunos indicarem os resultados e análises o professor completa as informações, relacionando os dados e discussões com toda a turma.

    Após este trabalho o professor poderá solicitar uma pesquisa sobre o trabalho infantil na cidade

    Em outro momento fazer uma mesa redonda para fazer os seguintes questionamentos:

    ·         Porque existe trabalho infantil?
    ·         Quem ganha com a exploração do trabalho infantil?
    ·         Quais as formas de exploração de crianças, mais conhecidas hoje ?
    • Essas crianças vão para a escola?
    • Que documentos garantem os direitos de crianças e adolescentes? O que eles dizem?
    • Como combater o trabalho infantil?


    Com os dados recolhidos fazer um texto coletivo e elaborar  situações problemas e leitura e interpretação de dados e gráficos.





    ©Template designer adapted by Liza.